Sistema de Avaliação

POR Fabiano Leithold 25/04/2017

Sistema de Avaliação

SISTEMÁTICA DE AVALIAÇÃO

 

Considerando que a avaliação é contínua, a assiduidade, a pontualidade e a participação dos alunos nas aulas são imprescindíveis em todas as atividades avaliativas.
As avaliações do desempenho do aluno, relacionadas aos objetivos propostos, são registradas no Diário de Classe e no Sistema de Secretaria, sob a responsabilidade do professor. O resultado da avaliação é apresentado ao aluno, disponibilizado aos responsáveis e periodicamente, na forma de boletim escolar emitido pela secretaria ao final de cada bimestre.
Para fins didáticos, o ano letivo é dividido em quatro bimestres em todos os níveis do Ensino Básico.
Os resultados da avaliação alcançados pelos alunos são definidos de forma sintética e cumulativa ao final de cada bimestre ou período letivo, apurados com base nos objetivos previstos para o processo ensino aprendizagem, atribuindo-se valores numéricos numa escala de O (zero) a 10 (dez). Durante cada bimestre, o aluno precisa obter no mínimo, a pontuação 6 (seis) para ser considerado apto em cada área do conhecimento.
A pontuação é cumulativa, ou seja, no final do ano, o aluno precisa ter alcançado um mínimo de 24 (vinte e quatro) pontos em cada disciplina da matriz curricular.

 

Na Educação Infantil

A avaliação terá característica diagnóstica e se processará através da observação sistemática, acompanhando o crescimento da criança, nos aspectos cognitivo, afetivo, social, físico e psicomotor, não tendo caráter de retenção nem seleção, apresentadas através de relatórios bimestrais.

 

Avaliação Contínua

É um processo de reflexão e ação contínua, ou seja, envolvem observações, registros, ações intencionais de ajuda, integrando-se ao processo educativo diário nas diferentes atividades de ensino-aprendizagem, para que haja no educando a transformação e aquisição de conhecimento com a finalidade de     contribuir para transformação dos indivíduos em cidadãos.

 A palavra avaliação não deve ser confundida com momentos pontuais de testes e exames, mas como um constante auxílio rumo a êxitos maiores, resgate e expansão das aprendizagens em direção aos ideais da educação cristã de restauração do ser humano à imagem do seu Criador.

Ao longo do bimestre, serão aplicados diferentes instrumentos de avaliação, de acordo com os critérios estabelecidos pelo professor, como: avaliação individual ou em grupo, com ou sem consulta ao material, seminários, relatórios, atenção às aulas e participação, trabalhos e/ ou pesquisas e/ou testes individuais ou em grupo, tarefas de classe e/ou casa, cadernos e apontamentos da matéria, atitudes e compromisso para com os estudos.

 

Recuperação Contínua

Segundo o regimento, a recuperação deve ser dentro do período dos 200 dias letivos. Visando à aprendizagem efetiva e ao desenvolvimento de competências acadêmicas: após cada avaliação quando os objetivos não forem alcançados, o professor retomará o conteúdo, em horário de aula normal, dando oportunidades de reconhecer, justificar o erro e de recuperar a nota não alcançada, reforçando o processo de conscientização, autonomia e responsabilidade.